A Missão


A Associação Portuguesa de Tratamento de Feridas surgiu em Setembro de 1998, oficializada pelo Estado Português (Diário da República n.º 256/98, Série III de 05/11/98).

No Artigo 2.º dos Estatutos da APTFeridas estão consignados os objetivos para que foi criada: “… promover a adoção de princípios, normas e métodos de tratamento de feridas, recolher e partilhar os conhecimentos e experiência adquiridos acerca do tratamento de feridas, organizar cursos, seminários, conferências e palestras, elaborar e mandar elaborar e, em geral, promover publicações sobre o assunto e todas as demais atividades com ele relacionadas, ou que lhe podem ser úteis; promover a investigação e a formação específica na área do tratamento de feridas; melhorar a qualidade dos cuidados prestados.”



A Visão


Dando cumprimento a estes objetivos, a, ainda, Comissão Instaladora organiza, de 21 a 23 de Outubro de 1998, no Auditório da Casa Diocesana de Vilar, no Porto, o 1.º Congresso Português de Tratamento de Feridas, com a participação de palestrantes Portugueses e Estrangeiros.
Em Setembro de 1999, realizou o 1.º Workshop no Hospital de Fafe, dirigido a 30 participantes, enfermeiros e médicos. O programa compreendia uma componente teórica e uma componente teórico-prática, com a intervenção direta de representantes da Indústria Farmacêutica.

O êxito deste workshop rapidamente se propagou e a Direção da APTFeridas começou a ser cada vez mais solicitada. Os pedidos vinham de Centros de Saúde, Hospitais, Sub-Regiões de Saúde, Escolas de Enfermagem e Organismos de Profissionais de Saúde.

O aumento destas Ações de Formação obrigou a Direção a rever o seu plano de atividade em duas vertentes: programa e número de formadores.

Além de se manterem os workshops de conhecimentos básicos, criaram-se, também, novos Cursos abertos à inscrição de todos os Profissionais de Saúde.

A segunda vertente implicou a necessidade de preparar maior número de formadores e, também, de convidar especialistas nas áreas mais específicas com capacidade pedagógica reconhecida e disponibilidade para colaborarem com a APTFeridas.

Esta atividade estende-se a todo o País, incluindo as Regiões Autónomas da Madeira e Porto Santo e dos Açores.

Uma das preocupações é a divulgação na área das Feridas aos novos Profissionais de Saúde. Por isso, se têm feito várias Ações de Formação em Escolas Superiores de Enfermagem para transmissão das boas práticas no tratamento dos Doentes com Feridas.

A APTFeridas organiza, também, a cada três anos, um Congresso aberto a todos Profissionais de Saúde, com Palestrantes Portugueses e Estrangeiros.

Entre cada dois Congressos realiza-se um Simpósio Internacional sobre um tema específico.

A APTFeridas é membro da European Wound Management Association (EWMA) e da European Pressure Ulcer Advisory Panel (EPUAP), desde 2001.

A APTFeridas estabeleceu um protocolo de colaboração com a Universidade Católica Portuguesa para a realização de um Curso de Mestrado em Feridas e Viabilidade Tecidular, que teve início em 2008.

Em Novembro de 2008 é criada, com a colaboração da APTFeridas, a Sociedad Iberolatinoamericana Úlceras y Heridas (SILAUHE), integrando representantes do Brasil, Espanha, Chile, México e Argentina, com a finalidade de serem estabelecidos projetos comuns na área da Prevenção, do Tratamento e da Investigação das Feridas.



Os Valores


A  APTFeridas não tem fins lucrativos.

Todos os seus colaboradores fazem-no voluntariamente, tendo apenas o desejo de transmitir aos Cuidadores dos Doentes com Feridas, uma permanente atualização, de modo a que os Doentes possam usufruir de melhores cuidados e, portanto, de melhor qualidade de vida. 
EvtKey versão 3.0.0.0 | Licenciado a APTFERIDAS | Desenhado e Desenvolvido por EventKey | Copyright 2019 APTFeridas